VEM AÍ O CAMPEONATO DE FUTEBOL SOCIETY DOS SERVIDORES MUNICIPAIS


Torneio contará com apoio da Secretaria Municipal de Esportes

O Sindicato dos Servidores Municipais de Pirassununga vai realizar no mês de outubro o Campeonato de Futebol Society dos Servidores 2018. Os jogos acontecerão na sede social da entidade em datas e horários a serem definidos. As inscrições vão até 14 de setembro, às 16 h.
O torneio será aberto à todos servidores municipais, sócios e não sócios do Sindicato, entre as normas de participação do torneio consta que as equipes poderão inscrever no máximo 10 (dez) jogadores e cada equipe deverá depositar, no ato da inscrição, a quantia de R$ 50,00 (cinquenta reais) que ficará como caução em caso de W.O. e será devolvida caso a equipe não se ausente de nenhuma partida.
A Secretaria Municipal de Esportes estará dando total apoio para realização do evento fornecendo árbitros e mesários.
Segundo o Presidente do Sindicato, Odirley Montesino, o campeonato fará parte das comemorações ao dia do Servidor Público celebrado no Brasil no dia 28 de outubro. “Estamos preparando uma programação para todo o mês de outubro, onde estaremos comemorando o dia do Servidor Público”.
Os interessados em participar do campeonato de futebol Society deverão retirar a ficha de inscrição e o regulamento do torneio na Secretaria do Sindicato, que fica na Rua Coronel Franco, 764 – Centro. Mais informações poderão ser obtidas pelo telefone 3561-8353.

SINDICATO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE PIRASSUNUNGA É CONTEMPLADO COM PROJETO DO MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE


A partir de agora, o Sindicato terá um espaço de formação ambiental


O Sindicato dos Servidores Municipais de Pirassununga foi uma das entidades escolhidas para abrigar o projeto Salas Verdes, do Ministério do Meio Ambiente, em nossa cidade.
O projeto que visa desenvolver ações de educação ambiental e mobilização social nas questões socioambientais, será desenvolvido nas dependências do Sindicato e terá vários materiais literários e didáticos e contará, ainda, com o apoio de técnicos que ministrarão palestras e realizarão atividades.
De acordo com o coordenador do projeto, Claudio Cabral, será criado um espaço físico para que sejam feitas as atividades de educação ambiental.
“Vamos organizar palestras, debates e conferencias, com intuito de conscientizar as pessoas a protegerem o meio ambiente.” Disse Cabral.
Cabral disse ainda, que pretende entrar em contato com a Secretaria de Educação para tentar fazer uma parceria e levar as palestras para dentro das escolas municipais.
Já o Presidente do Sindicato, Odirley Montesino, disse que este é um feito muito importante não só para os servidores municipais, mas para todo o município de Pirassununga, pois com a Sala Verde os pirassununguense se tornarão pessoas mais conscientes sobre a importância do meio ambiente.
“Várias entidades e órgãos públicos, inclusive prefeituras municipais fizeram a inscrição nesse programa do Ministério de Meio Ambiente e não foram contemplados, e nós fomos. Nosso objetivo é fazer com que tenhamos uma população mais consciente nas questões ambientais e que sejamos multiplicadores da importância da preservação do meio ambiente e do desenvolvimento sustentável.  O Ministério do Meio Ambiente já nos enviou os materiais e tão logo fique pronta a estrutura física daremos início às atividades”, disse Montesino.
Odirley Montesino concluiu dizendo que “O espaço será fundamental para que a população entenda sobre conceitos sustentáveis”.
A previsão é que ainda nesse mês de agosto fique pronta a estrutura física e já no próximo mês de setembro comece o calendário de atividades que  serão abertas à toda população.


  
O que é a Sala Verde?

A Sala Verde é um espaço educador de múltiplas potencialidades onde devem ser realizados, por exemplo, cursos, programas de formação continuada, palestras, teatros, oficinas, eventos, encontros, reuniões, campanhas, exposições e mostras.
A Sala Verde apresenta um grande potencial de delineamento e desenvolvimento de projetos, ações e programas educacionais e, portanto, pode cumprir um papel articulador e integrador nas localidades onde se encontra, de modo a estar conectada com o que se pensa e se faz no município, sendo um espaço de promoção de sinergias entre instituições, pessoas, projetos, programas e ações, não só ambientais, mas também culturais, educacionais, e de ampliação da cidadania.
Cada Sala Verde é única, não há um padrão pré-definido ou um formato modelo para ela. Cada instituição deve configurá-la à sua maneira, levando em consideração a identidade institucional e o público com quem trabalha, dialogando as potencialidades com as particularidades locais e regionais e, também deve buscar orientar as ações, através de um processo constante e continuado de construção, implementação, avaliação e revisão de seu Projeto Político Pedagógico.

Fonte: Assessoria do Sindicato.